Curiosidades da TV: TV Transamérica, a potencial concorrente da MTV

Rio Claro, SP — No ano 2000, a Rede Transamérica de Comunicação (Grupo Alfa) resolveu entrar no mercado televisivo para concorrer com a MTV, mas o projeto foi abortado


Essa é a coluna "Curiosidades da TV", a coluna do Intermedia na qual revelamos várias curiosidades da TV no Brasil. Hoje, vamos falar de uma emissora (na verdade, um projeto) que acabou (não) vingando: a TV Transamérica, sediada em Curitiba (PR). Leiam a coluna até o final que vocês já vão entender os parênteses.



Antecedentes — A TV Exclusiva (antecessora da TV Transamérica) foi fundada no dia 6 de abril de 1992, operando no canal 59 UHF, inicialmente como afiliada da TV Record, que por sua vez estreava como rede nacional. Em 1996, a emissora curitibana passou a retransmitir o sinal da já cambaleante TV Manchete, e, em 1999, deixou a rede pré-falimentar para retransmitir a Rede Mulher (hoje Record News). 
O grupo Exclusiva (dono da emissora) também mantinha uma produtora (a Exclusiva Produções) e uma rádio FM (FM 95,1 MHz) na capital paranaense.

"Concorrente" da MTV — No dia 6 de julho de 2000, o colunista Daniel Castro do jornal Folha de S. Paulo informou que a Rede Transamérica de Comunicação, do banqueiro Aloysio Faria (ex-banco Real, atual controlador do banco Alfa), fechou a compra de uma emissora de UHF em Curitiba no final de junho daquele ano, juntamente com a rádio FM e a produtora. Os valores do negócio não foram revelados até hoje.
A programação da TV Transamérica entraria no ar até dezembro. A proposta era ser uma emissora musical, como a extinta MTV Brasil. O grupo pretendia, em dois anos, formar uma rede em todo o Paraná. Faria também queria, na ocasião, comprar um canal de UHF em São Paulo ou conseguir um com a digitalização da TV (que só ocorreu em 2007).

Projeto abortado — Em julho de 2000, a TV Exclusiva passou a ser afiliada da antiga STV - Rede Sesc/Senac de Televisão, e ampliou a sua programação local. O canal também conseguiu uma concessão TVA (no canal 19 UHF curitibano) e a produtora passou a oferecer produções independentes para outras emissoras. Em 2004, a TV Exclusiva troca a STV pela emergente Rede 21.
Em 2006, a TV Transamérica finalmente foi lançada em Curitiba, mas apesar de estar afiliada a um canal musical (a Rede 21 tinha virado PlayTV naquele mesmo ano), o projeto de ser uma "concorrente da MTV" foi abortado.
Em 2008, a Rede 21 retorna à grade da TV Transamérica, após o fim da parceria do canal paulista com a PlayTV, e em 2010, a parceria com a Rede 21 é desfeita, e a TV Transamérica finalmente se tornou uma emissora independente. A emissora é sintonizada na capital paranaense e na Grande Curitiba pelo canal 59.1/44 UHF digital.

Já pensou se a "rádio do Tesão" tivesse lançado a TV Transamérica com a proposta de ser concorrente da MTV? Será que o canal estaria no ar hoje? Comentem!

Fico por aqui. Em breve, mais "Curiosidades da TV" aqui no Intermedia.

Coluna originalmente publicada no dia 13 de setembro de 2019, no antigo Blog do Grupo da Informação. Dia 21 de outubro, vem aí as colunas INÉDITAS no Portal Intermedia!

Postar um comentário

0 Comentários