História da TV Paga: Sesc TV, um canal com objetivo cultural e artístico

Rio Claro, SP — O Sesc TV passou a promover o mundo das artes no Brasil e no mundo, mas em 2014 perderia sua abrangência nacional nas operadoras


Essa é a coluna "História da TV Paga", a coluna do Intermedia onde nós falaremos de fatos que ocorreram na TV paga ao longo dos anos e até curiosidades envolvendo a TV paga. Vamos falar da história do canal Sesc TV, dividida em 3 partes (TV Senac, STV e Sesc TV), sendo que essa é a 3ª e última parte (leia a parte 1 clicando aqui e a parte 2 aqui). Hoje, falaremos do Sesc TV.

Logotipo do canal entre 2006 e 2013.

Antecedentes — Em novembro de 1996, foi oficialmente lançada a TV Senac São Paulo. Nos seus primórdios, o canal era transmitido apenas internamente na rede de unidades do Senac no Estado, mas passou a ser um canal pago em maio de 1997, com programação 24 horas e com uma grade voltada à educação, à cidadania e ao mundo do trabalho. 
Em 1999, o Sesc São Paulo faz uma parceria com a TV Senac, e o canal mudou de nome para STV - Rede Sesc/Senac de Televisão em fevereiro do ano 2000. A fase STV foi considerada o auge da existência do canal.

Estreia do Sesc TV — No dia 4 de maio de 2006, o Senac anuncia o fim da parceria com o Sesc na STV, devido ao realinhamento de suas ações e propostas de trabalho, e o Sesc São Paulo passa a administrar o canal sozinho, com o nome fantasia de Sesc TV. Dos 43 funcionários que operavam o canal, 10 foram demitidos, incluindo seus diretores artísticos. 
Segundo Eduardo Ehlers, diretor do Centro Universitário Senac à época, a saída do Senac do projeto foi porque descobriu na Internet um meio mais eficiente de fazer educação à distância. "O canal nasceu com o objetivo de ser educativo, mas com o tempo passou a ser mais cultural, o que é a missão do Sesc", afirmou Eduardo ao jornal Folha de S. Paulo na época.
Com isso, durante 3 meses o Sesc TV passou por uma fase de transição, e o logotipo "STV" foi gradativamente deixando de ser utilizado na programação. Saíram do ar os programas "Programa de Palavra", "Trampolim", "Filhos" e "Na Onda do Senac". O programa "STV na Dança" mudou de nome e passou a se chamar apenas "Dança". Nesse período, estreou o documentário "Histórias do Poder - 100 Anos de Política no Brasil" em coprodução com a TV Cultura, sendo essa a última produção com o nome STV (já na transição para Sesc TV).
Em agosto de 2006, o Sesc TV estreia sua programação definitiva. O canal manteve sua presença em todas as operadoras de TV paga no Brasil.
Em agosto de 2013, o canal lança uma nova identidade visual, juntamente com o Sesc.

Logotipo do canal a partir de 2013.

Saída da Net e da Sky em 2014 — No final de 2013, o Sesc TV sofreu um duro golpe. Com a nova legislação de TV por assinatura aprovada em 2011, o canal não conseguiu a classificação de "espaço qualificado". Assim, o Sesc TV não foi incluído entre os canais que devem ser obrigatoriamente carregados pelas operadoras para o cumprimento de cotas nacionais. Com isso, em janeiro de 2014, o canal saiu da grade de programação da Net e da Sky e jamais entrou na Claro TV e na Vivo TV. Operadoras como Oi TV e Image Telecom seguem carregando o canal nas suas respectivas operações.

Parcerias — Tal como seus antecessores STV e TV Senac, o Sesc TV mantém várias parcerias para a distribuição de seus conteúdos, entre elas a TV Cultura, a TV Escola, o Canal Futura e a TV Brasil.

Disponibilidade — O Sesc TV tem um canal no YouTube (clique aqui para conferir) e sua programação está no ar 24 horas no seu site: www.sesctv.org.br.

Fico por aqui. Em breve, mais "História da TV Paga" aqui no Intermedia.

Coluna originalmente publicada no dia 2 de setembro de 2019, no antigo Blog do Grupo da Informação. Dia 21 de outubro, vem aí as colunas INÉDITAS no Portal Intermedia!

Postar um comentário

0 Comentários